Veja como Governança de TI pode ajudar

governança de TI
 Tempo de leitura: 5 minutos

O que é Governança de TI?

Todo mundo quer melhorar seus resultados e busca otimizar seus processos e ferramentas para tal fim. Ferramentas essas, que incluem, evidentemente, ferramentas de tecnologia da informação, como softwares, sistemas, entre outros.

Essas ferramentas são muito importantes para ter um controle e garantia de que os produtos e serviços estejam sempre com o melhor desempenho e qualidade.

Porém, todo esse amontoado de informação, de recursos e de ferramentas demanda um alinhamento. Como fazer esse alinhamento de forma inteligente, dentro dos objetivos e das diretrizes da empresa? É pra isso que temos a Governança de TI.

A Governança de TI foi criada exatamente para o planejamento e elaboração de estratégias para agregar vantagens competitivas à empresa, por meio desses recursos mostrados acima.

Qual é a diferença entre Governança de TI e Governança Corporativa?

Vamos ratificar: Você já tem familiaridade com Governança Corporativa? Uma Governança Corporativa se trata de um conjunto dos processos, regras e políticas da organização, certo? A Governança de TI se trata de uma amplificação dessa Governança Corporativa. A Governança de TI está contida na Corporativa.

Uma vez implantada, todos os usuários de software, incluindo diretores, devem adota-la.

Como implantar?

Antes de implantar a Governança de TI, é muito importante conhecer todos os frameworks, pois são eles que vão mostrar as métricas e o que precisa ser feito para atingir os objetivos.

Os principais frameworks de uma Governança de TI são:

governança de ti

Qual é o efeito na prática?

Agora que o conceito está mais claro, vamos para a parte prática. Os benefícios, os ganhos práticos, o que realmente acontece ao implementar uma Governança de TI.

Segurança:

A Governança de TI ajuda evitando que seus dados e suas informações vazem. Se há a menor possibilidade disso ocorrer, você não pode deixar de investir em sua prevenção. Já pensou nos danos que podem ocorrer por conta disso?

Eficiência:

Você pode garantir a automação de seus processos de TI. Com isso, você ganha tempo para focar naquilo que importa, economiza com mão de obra, evita erros de rotina, melhora o acompanhamento de métricas e, de quebra, pode estender essa automação para outros departamentos.

Inovação e diferenciação:

Você já pensou em algo para se diferenciar dos concorrentes? Essa é uma oportunidade para pensar em processos de gestão e vendas do seu negócio. Ganhe forças competitivas.

Cuide da administração da sua tecnologia da informação e garanta o controle sob seus resultados. Certifique-se que sempre estarão alinhados aos seus objetivos.

As diretrizes de TI são extensões das diretrizes corporativas, portanto tudo que envolve TI(funções, processos, pessoas, fornecedores, etc) devem ser geridos dentro das diretrizes de TI.

De onde surgiu a Governança de TI?

Com o passar do tempo, os processos empresariais foram ficando com um nível de complexidade que demanda maior transparência na administração, sobretudo em empresas de capital aberto, pois os acionistas ficam mais seguros sobre seu dinheiro ser bem investido.

Ainda com o passar do tempo e, consequentemente, com o avanço tecnológico na informática, surgiram sistemas para o armazenamento mais eficiente e seguro das informações. Para cuidar de todo esse sistema, armazenamento e informações, a Governança de TI entra em ação.

governança de ti

Mas em quais áreas exatamente a Governança de TI vai focar?

Essa gestão na área de TI afeta a estrutura de tudo que tange serviços digitais da empresa. Visto isso, é necessário tomar medidas para aumentar sua produtividade ao mesmo tempo em que se reduz os custos. Portanto, a Governança de TI foca nesses cinco áreas:

1- Alinhamento Estratégico:

A eficácia só será alcançada quando a execução das operações e estratégia de negócios impulsionarem a estratégia de TI. Isso é, a estratégia de negócios é ligada à estratégia de TI. Portanto, as duas devem estar alinhadas.

Para alcançar esse alinhamento, é necessário implantar uma metodologia de arquitetura corporativa.

2- Entrega de Valor:

Conforme dito acima, a inovação e diferenciação são muito importantes quando se fala em agregar valor ao seu negócio.

Porém, antes de agregar valor ao seu negócio, você precisa medir seu valor. A entrega de valor responde questões como “a coisa certa está sendo feita? estamos recebendo os benefícios? quais são eles?”.

3- Gerenciamento de Riscos:

Nesta área, é fundamental conhecer os indicadores de TI. Pois aqui é onde acontece a identificação, avaliação e monitoramento de riscos relacionados à sua TI.

Há riscos e é necessário minimizá-los.

4- Gerenciamento de Recursos:

Em Gerenciamento de Recursos, a Governança de TI garantirá uma gestão otimizada para recursos humanos e tecnológicos.

Para essa otimização, a TI precisa ter recursos suficientes para ser capaz de atender as demandas e executar as atividades necessárias para atingir os objetivos do negócio.

5- Mensuração de Desempenho:

Os indicadores de TI são de tamanha importância que também se encaixam nesta área da Governança de TI.

Nesta etapa, avalia-se a implementação de estratégia, realização de projetos e também aplicação de recursos. Parece meio redundante, pois esta área acopla o desempenho e resultado das quatro áreas anteriores.

Metodologias que convertem estratégias em ações, como por exemplo os balanced scorecards, estão em Mensuração de Desempenho.

governança de ti

Entender o que é a Governança de TI é um importante pontapé inicial para que a implementação seja feita de forma tranquila e você consiga alcançar seus objetivos.

Não pense duas vezes em investir na Governança de TI, pois é uma das melhores formas de conquistar o sucesso com o uso das tecnologias!

Dúvidas e comentários? Entre em contato conosco! Será muito bom sanar suas dúvidas.

Até o próximo artigo!

E-mail: bbs@bugbusters.com.br
Telefone: +55 (11) 5572.0044
Horário de Atendimento: 8h30 às 18h00
Horário de Atendimento | Servidores e Storages: 24x7x365

Siga-nos