O que é Plano Diretor de TI(PDTI) e como afeta seu projeto

 Tempo de leitura: 6 minutos


O Plano Diretor de TI, ou simplesmente
PDTI, segundo a Instrução Normativa N. 04/2010, art 2º, inciso XXII, trata-se de um instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão de recursos e processos de TI.

Esse diagnóstico aglomera ações táticas, estratégicas e operacionais baseadas em habilidades, competências, hardwares, softwares e outros fatores. Não há um padrão definido, pois cada negócio é único dentro de suas particularidades, portanto, o Plano Diretor de TI deve ser moldado para atendê-lo especificamente.

É importante que não confunda Plano Diretor de TI com o PETI, Planejamento Estratégico de TI, são termos diferentes, porém complementares.

Para melhor entendimento sobre o Plano Diretor de TI, é fundamental salientar o que é o PETI.

Muito se fala sobre como as empresas podem utilizar a TI de forma aderente ao seu negócio para trazer o máximo valor possível para suas operações. É para isso existem o PETI e o Plano Diretor de TI.

Planejamento Estratégico de TI(PETI)

Para a construção do PETI, é um pré-requisito passar por um planejamento de transformação digital e projeção de visão futura. Em outras palavras, o famigerado planejamento estratégico corporativo.

Há empresas que tentam montar um PETI ou PDTI sem uma visão de negócio previamente concebida, o que é um erro fatal.

Mas é possível fazer um PETI sem o tal planejamento estratégico corporativo?

A resposta é sim. É possível. Porém, não é recomendado, pois o resultado não alcançará seu maior potencial.

Sua empresa já definiu um planejamento estratégico corporativo? Se sim, como sua TI irá viabilizar o atingimento das metas previstos no mesmo?

Não é toda empresa em que a TI participa ativamente na construção de planejamento estratégico corporativo, mas tudo fica mais fácil nas empresas em que participa.

Nas empresas em que a TI não participa, é preciso de um desdobramento do planejamento estratégico corporativo nas decisões(nível macro) acerca de investimentos gerais de TI, como infraestrutura de TI, arquitetura de TI, metas e objetivos pro time.

Se não tiver um planejamento estratégico corporativo, como começar a fazer um planejamento de TI?

É necessário reunir um corpo de executivos da tecnologia para que se faça a leitura e entendimento do negócio.

Se não existe uma estratégia clara de negócio, cabe ao CEO e ao gestor da TI realizar uma leitura do negócio e partir de premissas para a construção do PETI.

Há uma disparidade da velocidade em que tecnologia da informação evolui em relação a outras áreas de negócio.

Por isso, independente do ciclo de planejamento de negócio, é recomendado que haja reuniões, anuais ou semestrais, com revisões do planejamento de TI para verificar se o que existe com tecnologia está adequado ao planejamento de valor pro negócio.

Por exemplo, você pode ter uma empresa com um planejamento de negócio de 5 anos, mas é bem importante que haja um planejamento anual(pelo menos) acompanhando tudo que acontece na evolução tecnológica no mercado.

Portanto, colocar o PETI de longo prazo pode ser um tiro no escuro e provavelmente um tiro que vai dar errado.

Entendendo que PETI é o pensamento da organização sobre como a TI pode trazer valor pro negócio a partir de premissa de investimento, arquitetura, de posicionamento tecnológico, é necessário fragmentá-lo em planos de ação.

Plano Diretor de TI(PDTI)

Tanto para empresas públicas como privadas, o conceito de Plano Diretor de TI traz consigo o planejamento dos projetos estratégicos de TI.

O que isso quer dizer? Por exemplo, se você tem uma missão de automatizar seu negócio, tornar o seu negócio digital, eliminar todos os papéis no seu negócio, essa visão está no PETI.  O Plano Diretor de TI trata-se de como tangibilizar essa visão. Como fazer isso?

É necessário construir uma documentação vinculada ao PETI que detalha os projetos de transformação digital do negócio. Esses projetos serão respaldados pelo investimento previsto no PETI e serão o norte para a gestão da rotina diária da organização.

O PDTI afirma quais são os principais projetos estratégicos para a TI do seu negócio e ajuda os executivos de TI a definirem suas prioridades de CAPEX/OPEX de investimento.
Lembre-se: É importante ter a relação entre PETI – PDTI – orçamento

Em diversas empresas, inclusive públicas, investimentos de maior porte de TI não são autorizados se não tiverem sido previstos no PDTI.

O Plano Diretor de TI é uma estrutura em que você fraciona a estratégia em macro projetos(ou programas) e esses projetos vão guiar a relação de CAPEX/OPEX do dia a dia da sua TI.

Da mesma forma que devemos fazer um check-up na nossa saúde, dentro do PDTI é necessário que se faça uma análise de maturidade da sua organização de TI. Essa análise identifica forças, fraquezas, riscos e oportunidades(SWOT).

Assim como no PETI, quando se constrói um Plano Diretor de Tecnologia da Informação, junto com a visão de orçamento e de projetos, é necessário que se tenha um panorama da maturidade atual e um plano de crescimento da maturidade daquele negócio em relação a tecnologia.

Etapas do Planejamento Estratégico

Por mais importante que seja, o planejamento estratégico do gerenciamento de um ambiente de TI nem sempre recebe a devida atenção merecida.

Muitas vezes essa etapa é feita com pressa e negligência e o resultado  não poderia ser outro que não seja sistemas lentos, falhas e insatisfação de clientes e funcionários.

Se for bem projetado, pode proporcionar, além de benefícios e rentabilidade, estabilidade aos sistemas, serviços bem executados e satisfações. Para isso, é preciso que seja projetado com os seguintes fatores:

  • Diagnóstico da situação;
  • Projeção de crescimento;
  • Criação de processos para governança;
  • Implantação.

Problemas de TI são comuns em organizações, portanto, negligenciá-los é postergar dificuldades. Para evitar isso, preparamos para você um exemplo de Balanced Scorecard.

plano diretor de ti

E as etapas de um PDTI?

Conforme dito na introdução, não há um modelo fixo para ser aplicado, ou ao menos precisa obrigatoriamente ser chamado de Plano Diretor de Tecnologia da Informação.

O PDTI é feito para o seu negócio, portanto, deve ser adaptado e feito para atendê-lo especificamente.

Pode ser feito baseado na seguinte estrutura:

  1. Primeira etapa
    Análise da situação atual; Verificação de sistemas; Verificação das estruturas de rede; Análise da equipe de TI.
  2. Segunda etapa
    Entrevistas; Testes funcionais; Questionários.
  3. Terceira etapa
    Compilação dos dados; Busca de alternativas; Palestras importantes – deficiências do negócio.
  4. Quarta etapa
    Plano de ação; Segurança; Base de dados; Redes; Servidores; Equipamentos; Sistemas; Pessoas TI.
  5. Finalização
    Apresentação das ações; Apresentação dos resultados e estimativas; Normas de ética profissional; Proposta de execução.plano diretor de ti

Conclusão

Da mesma forma que devemos fazer um check-up na nossa saúde, é necessário que se faça check-up da sua organização de TI. Portanto, tanto o PETI como o Plano Diretor de TI são imprescindíveis para quem está a procura de melhorar custos, eficiência e organização. Como está a saúde da sua TI? Se a TI não estiver saudável, todo o resto pode ser comprometido.

Para esclarecimento de dúvidas, responda essa rápida pesquisa e fale com especialistas nos mais diversos assuntos sobre TI.

Não deixe de comentar e de nos seguir nas redes sociais, será um enorme prazer responder seus comentários.

E-mail: Telefone: +55 (11) 5572.0044
Horário de Atendimento: 8h30 às 18h00
Horário de Atendimento | Servidores e Storages: 24x7x365

Siga-nos