CheckList da Infra de TI 2020

Infra de TI
 Tempo de leitura: 9 minutos

 A Infra de TI com um desempenho de alto nível é crucial para que sua empresa e os colaboradores possam trabalhar com segurança e sem problemas. Por conta disso, criamos o CHECKLIST DA INFRA DE TI 2020 para você iniciar o ano com o pé direito! 

A passagem de um ano para o outro é, em teoria, apenas uma data. Mas para nós, é muito mais que isso! O ANO NOVO nos trás a sensação de recomeço, novos sonhos, novas metas, novas realizações. E sabemos que, existe uma linha tênue entre sonhar e atingir as realizações: o planejamento

Exatamente por isso estamos aqui para te ajudar a planejar a sua Infra de TI para que você esteja preparado para 2020 com todos os processos e softwares rodando perfeitamente! Sem sustos, com precaução e com maior segurança em todos os aspectos. Vamos lá?

Infra de TI se consiste em:

A síntese da Infra de TI é composta por três elementos: o hardware, o software e o elemento humano.

E essa composição vai andar lado a lado. Então é interessante que todos estejam de acordo. Independente do nível, afinal, isso vai depender das necessidades da organização.

Os ativos são basicamente o hardware e o software, ou seja, máquinas, data centers, roteadores, impressoras, bancos de dados, sistemas de mensagens, CRM’s, ERP’s, entre outros.

Vale lembrar que a estrutura organizacional (documentação e protocolos) não são parte da sua Infra de TI em si. No entanto, eles são necessários para que seja feito gerenciamento, o monitoramento e as análises dos conjuntos como um todo, da forma correta. 

Primeiros passos para a Infra de TI eficiente: 

O primeiro passo para que se possa ter algo com alto desempenho é entender o que você já têm e identificar se está estabelecido de acordo com práticas de mercado. Se seu parque de máquinas já é algo diversificado e complexo, é comum que a empresa já trabalhe com um CMDB e siga práticas ITIL.

Infra de TI

Mas se você ainda é novo nessa ideia de Gestão de TI, pode encontrar algumas dificuldades com certas práticas e siglas. Fique tranquilo, vamos explicar tudo!

CMDB (Configuration Management Database)

Esse recurso é basicamente um banco de dados onde todos os itens de configuração (ICs) são armazenados. Itens de configuração se referem à qualquer componente que necessita ser configurado para que se entregue um serviço recorrente a Infra de TI ou softwares. É importante que a cada alteração na Infra de TI, o CMDB seja atualizado. O CMDB é utilizado no contexto do ITIL. 

ITIL (Information Technology Infrastructure Library) 

Como falamos anteriormente, o ITIL é uma biblioteca que reúne um conjunto de práticas de TI a nível mundial. Temos um conteúdo completo sobre isso e você pode aprender mais sobre isso nesse post.

Se você já tem essas informações mapeadas e atualizadas: Parabéns! Podemos seguir para o próximo passo do nosso Checklist da Infra de TI 2020!

Caso você ainda não tenha esse controle feito, busque o realizar com urgência, afinal, se houver qualquer problema com máquinas, softwares, backups, garantias, etc, você provavelmente estará perdido e perderá tempo ao reunir todas as informações e identificar o problema para que tudo possa se resolver.

Protocolos de Segurança

segurança para a infra de ti

Independente do ramo em que sua empresa se enquadra, é importante que você tenha protocolos de segurança para se assegurar de quem tem acesso a determinada informação.

E por mais que todos saibam o quanto segurança é importante, é bem comum vermos altos índices de empresas que têm seus protocolos violados ou informações vazadas, por exemplo.

E para evitar esse tipo de cenário, é ideal que os protocolos de segurança da sua Infra de TI sejam revisados o quanto antes. Vamos por tópicos então. O que você precisa revisar?

  • Gerenciamento:

Uma das partes mais importantes para revisar: o gerenciamento. É necessário que um profissional da área realize essa função. Cabe à organização escolher entre uma empresa especializada ou um colaborador interno. O importante é que a Infra de TI esteja funcionamento perfeitamente para evitar problemas. 

  • Monitoramento 

Após a empresa (ou o profissional) que irá gerenciar sua Infra de TI deixar todos os aspectos rodando perfeitamente, é vital o monitoramento de todos os ativos. 

Dessa forma, sua Infra de TI continuará sem problemas, perdas ou ineficiência.

  • Coleta de Métricas

Alguns ativos precisam ter relatório de métricas. Estes servem para que você entenda se a presença desse ativo é algo primordial ou se é necessário a troca para algum outro tipo de produto/serviço. Basicamente, um indicador de desempenho. Veja exemplos de ativo que te ajuda a coletar métricas: 

Zabbix – Essa ferramenta coleta todas as informações dos servidores da forma que você programar, de acordo com sua necessidade. Você pode ler mais sobre ela AQUI!

Antivírus (Kaspersky) – O antivírus tem o Manager Server, que coleta dados de acordo com sua necessidade.

  • Análise 

A análise te possibilitará a fazer o planejamento sobre todos os serviços e produtos que precisará manter. E o que trará o maior custo X benefício a sua organização. 

Caso você não tenha conhecimento de diversas ferramentas, aconselhamos que entre em contato com uma empresa especializada nesse tipo de serviço para auxiliar em todo esse processo. 

Acima citamos algumas características básicas atreladas ao conceito de qualidade na gestão da sua Infra de TI. Porém é necessário salientar que ativos são importantes. 

Cada equipamento e software tem sua característica, principalmente falando em segurança. Mas para que funcionem perfeitamente é ideal que a equipe de for cuidar de sua Infra de TI, utilize todas as ferramentas em sincronia e corretamente, para assim, criar uma grande barreira contra ataques ou ameaças. 

Falando em usar corretamente, vamos ao próximo tópico do nosso checklist? 

Após toda a revisão da documentação de processos e gerenciamento, vamos às partes mais técnicas. Começando por: 

Implementação e Gerenciamento de Firewall

O Firewall é basicamente o que a tradução literal diz: uma parede de fogo. E para quê? Para bloquear devidas ameaças que podem ser introduzidas em suas máquinas ou em sua rede. Você pode aprender um pouco mais sobre esse instrumento neste guia.  A questão agora é: implementação e o gerenciamento.

O benefício desta ferramenta é que ela pode ser implementada de acordo com a necessidade de sua empresa. Se por algum motivo você quiser bloquear algum site ou alguma ferramenta, isso pode ser feito durante a sua implementação.

Entretanto, os cuidados com o firewall são necessários. Para isso é necessário o gerenciamento do mesmo. Para realizar o gerenciamento do firewall, há um profissional – elemento humano – que fará o acompanhamento e identificará às ameaças, se certificará que estão sendo bloqueadas e manterá tudo em ordem.

Política de Backup

Já sabemos da importância do Backup, certo? Pois então! 

O Backup será seu salva-vidas em qualquer crise que a empresa possa passar em relação a perda de qualquer tipo de dados. E por isso o ideal para que você tenha, de fato, uma Infra de TI completa, eficiente e que lhe trará resultados é que você mantenha seu backup rodando com uma política de acordo com sua necessidade e de forma segura! 

soluções de backup

Mas como fazer uma política de dados? Veja esses 5 passos: 

  • 1º passo: Definir quais dados são primordiais. 
  • 2º passo: Definir o tipo de backup que será usado – em nuvem, em fita ou em disco rígido
  • 3º passo: Definir a estratégia de backup – incrementais, completos, diferenciais e incrementais contínuos – para estabelecer um cronograma.
  • 4º passo: A frequência da realização do backup – mensal, quinzenal e/ou semanalmente, por exemplo.
  • 5º passo: Quem será o responsável pela realização do backup e quem terá acesso à ele

Ao analisar todas as informações e necessidades de sua empresa, contate algum especialista para auxiliar na realização da política de backup ideal. Nós da Bug BusterS recomendamos no mínimo 3 camadas de backup, sendo elas: shadow copys, local e nuvem.

Licenciamento de Softwares.

É bem comum encontrarmos empresas fazendo o uso de softwares pirateados. E inclusive, já dissemos sobre os perigos que essa escolha traz à organização. E queremos reforçar essa informação, afinal, diversas ameaças digitais podem vir com as brechas de softwares desatualizados e pirateados. 

A ideia de não adquirir esse serviço é uma economia para a empresa é errada e pode trazer prejuízos bem maiores! Então, se quiser saber mais sobre os benefícios do licenciamento de software, corra para esse post aqui!

Extensão de Garantia

Outro tipo de serviço que é uma boa opção para incluir na Infra de TI 2020 é a Extensão de Garantia de seus equipamentos. Mas por quê?

Alguns equipamentos que estão presentes na Infra são considerados INVESTIMENTOS.

SIM, eles de fato, são!

O valor de um bom servidor, por exemplo, pode equivaler ao valor de um carro popular. E a extensão da garantia desse ativo pode te livrar de maus bocados. Afinal, imagina um equipamento que, bem cuidado, pode durar de 7 a 10 anos – mesmo com a vida útil de 5 anos. 

Por conta disso, aconselhamos as empresas a buscarem extensão de garantia de seus ativos e até um Servicepac com práticas SLA!

Antivírus

O Antivírus, como todos sabemos, é um dos maiores aliados na era digital. E provavelmente você já tem acesso à um. De qualquer forma, queremos alertar sobre a importância de tê-lo. E além disso: a importância de se adquirir um antivírus corporativo. 

“Minha empresa estará de fato mais segura se escolher um antivírus corporativo ao invés de um doméstico? Quais os benefícios?”

Sim! A segurança e os benefícios são maiores em soluções corporativas. Veja algumas: 

  • Proteção dedicada: A proteção de um antivírus corporativo tende a ser mais dedicada pois se encontra em diversos pontos da rede – como desktops, notebooks, smartphones, gateways, servidores de email e arquivos – e acabam sendo mais específicas do que a outra opção. Incluem proteção em diversos níveis e faz o controle de diversas ameaças presentes no mundo digital. 
  • Administração das política de tarefas centralizadas: Você pode implementar políticas e tarefas centralizadas, como por exemplo o scan em todas as máquinas – diário ou semanal. Além de definir a proteção à arquivos ou extensões específicas, como estabelecer um dia para scanear determinado endpoint – por exemplo: verificar a segurança de servidores a cada semana e das máquinas diariamente, ou até definir por localidade. São diversas variantes que podem ser customizadas de acordo com a infraestrutura da empresa.
  • Instalação facilitada: Por se tratar de um mecanismo de distribuição automatizada, a instalação será feita em diversos desktops ao mesmo tempo. Ao contrário da opção doméstica. Isso lhe trás a facilidade e economia de tempo.
  •  Preço: O preço de um antivírus corporativo tende a ser maior do que um doméstico. E por conta disso, as marcas de antivírus elaboram alguns pacotes de licenças, diminuindo o valor por mais aquisições de licenças. É indicado verificar com empresas de TI, que podem deter valores mais atraentes por parcerias com as marcas.
  • Relatórios e Visão Gerencial: Todo investimento precisa de avaliação, certo? Então para que você esteja sempre a par de que seu antivírus terá um bom retorno sobre investimento, você terá acesso à todos os relatórios de segurança. Além de, ter controle sobre informações que poderão auxiliar você e seus usuários sobre como fazer o uso seguro e correto de máquinas e rede. Com o gerenciamento do antivírus questões como: quais vírus mais comuns na rede, qual máquina é mais infectada ou se todos os equipamentos estão protegidos serão respondidas com facilidade.

ERP – Enterprise Resource Planning 

Por fim vamos falar do ERP. Como sabemos, esse sistema é responsável por otimizar a gestão de sua empresa. Ele irá integrar o departamento comercial com o financeiro e com o de supply, por exemplo. As definições serão feitas conforme a implementação do sistema. 

É inegável que o ERP facilitará na gestão de sua empresa e em determinado momento será crucial para o funcionamento dela. Mas é importante que você verifique se houve mudança na legislação de impostos ou se novas leis entraram em vigor com a passagem do ano e atualize seu sistema. 

DICAS BÔNUS!!

Falamos acima sobre os principais ativos para ter uma Infra de TI eficiente para esse ano que entrou.. Agora vamos ver sobre algumas dicas bônus para te ajudar e te precaver de situações desnecessárias. Veja abaixo:

Para sua segurança: 

  • Redefinição de Senhas 

A redefinição de senhas é recomendado como boa prática na questão de segurança. Escolha sempre senhas fortes que componham caracteres especiais, números, letras maiúsculas e minúsculas. Faça essa mudança em roteadores, wireless e entre seus usuários.

Também aconselhamos fazer a mudança de senhas administrativas e de e-mails quando um colaborador sair da organização.

Para diminuir seus custos:

  • Revisão de Contratos com Operadoras 

Faça a revisão de todos os contratos que envolvam tecnologia em sua empresa e busque sempre o melhor custo X benefício. Alguns exemplos de operadores que podem fazer parte dessa revisão são as de link de Internet e telefonia. É importante ressaltar que uma empresa especializada em tecnologia poderá trabalhar com margens mais interessantes, pois trabalham com parcerias. 

  • Outsourcing de máquinas/impressoras:

O Outsourcing de máquinas e/ou impressoras pode te livrar de altos investimentos a curto prazo. Afinal, dependendo da finalidade da quantidade de máquinas e da finalidade de uso, o investimento pode ser muito alto, fazendo com que o outsourcing seja o melhor custo x benefício. 

Isso inclusive é válido quando for necessário o upgrade de máquinas. O upgrade de equipamentos pode parecer um gasto desnecessário, mas ao colocar na ponta do lápis, pode gerar a diminuição dos custos. Máquinas antigas geralmente tem alto consumo de energia e trazem custo ao dar problemas em hardware, principalmente as que estão sem extensão de garantia.

Para inovação: 

Renovação e Upgrade de equipamentos é uma ótima forma para iniciar o ano! 

Se despedir de equipamentos antigos e apostar na manutenção da sua TI será um plus para todos os itens que falamos durante o checklist. 

Ainda mais se seu equipamento já for obsoleto. Afinal, equipamentos muito antigos podem trazer riscos a sua Infra de TI. Perda de produtividade, alto custo com manutenção, falta de segurança, falta de flexibilidade e falta de competitividade são alguns desses riscos. 

Conclusão 

Por fim, vemos o quanto é importante estar no comando da sua Infra de TI! Você ter conhecimento sobre tudo o que tem acontecido te ajudará sim na gestão de sua empresa, independente se for de pequeno, médio ou grande porte. 

Recomendamos altamente que você siga esse checklist e tenha como pilar em 2020 e todos os anos que estão por vir:

  • Inspeção;
  • Controle estático do processo;
  • Garantia da qualidade;
  • Gestão total da qualidade.

Isso te ajudará a construir um diferencial competitivo para sua empresa!

Se tiver alguma dúvida em como colocar todas essas informações em prática, pode contar conosco. A Bug BusterS tem 25 anos de experiência no mercado de tecnologia e preza pela qualidade de todos os processos da sua TI. 

Deixe essa responsabilidade conosco para que você possa, enfim, focar no core business da sua organização! 

Até o próximo artigo! 🙂

Siga-nos